Empréstimo Bolsa Família 2024: Veja quem pode solicitar empréstimo de R$ 20 mil direto no NIS.

Em meio aos desafios econômicos enfrentados por muitas famílias de baixa renda no Brasil, um novo programa governamental, o Acredita, surge como uma luz de esperança. Lançado recentemente pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o Acredita tem como objetivo principal oferecer crédito financeiro acessível a pessoas inscritas no programa Bolsa Família, visando impulsionar seus pequenos negócios e promover a independência econômica. Neste texto, exploraremos em detalhes como esse inovador programa pode transformar a vida de milhões de brasileiros.

O Programa Acredita: veja como funciona

O Programa Acredita é uma iniciativa multifacetada, com diferentes eixos de atuação. Um dos seus principais focos é o eixo “Acredita no Primeiro Passo”, que se concentra em fornecer empréstimos a beneficiários do Bolsa Família que desejam iniciar ou aprimorar seus pequenos empreendimentos. Essa abordagem visa estimular a autonomia financeira desse público, sem, no entanto, interromper o recebimento do benefício do Bolsa Família.

Quem pode participar do programa?

Para se qualificar para o empréstimo do Programa Acredita, os beneficiários do Bolsa Família devem atender a alguns critérios específicos. Primeiramente, é necessário que o cadastro no Bolsa Família esteja regular e ativo. Além disso, o solicitante deve atuar de forma autônoma, seja como profissional liberal ou microempreendedor individual (MEI). A abertura do MEI não acarretará no cancelamento do recebimento do Bolsa Família, permitindo que os beneficiários aproveitem essa oportunidade de crédito.

Valor máximo e condições do empréstimo

O valor máximo do empréstimo disponível pelo Programa Acredita é de R$ 20 mil. No entanto, estima-se que o valor médio recebido por grupo de beneficiários seja de aproximadamente R$ 6 mil. Essa diferença se deve ao fato de que o governo federal oferecerá uma garantia de 100% para os bancos que concederem esses empréstimos, o que permitirá a redução das taxas de juros.

PIS 2024 - COMO CONSULTAR E SACAR

SAIBA AGORA →

*Você será redirecionado a outro site

Onde solicitar o empréstimo?

De acordo com as informações divulgadas, o empréstimo do Programa Acredita começará a ser liberado a partir de julho deste ano. Nesse momento, as regras específicas serão apresentadas aos beneficiários. O empreendedor interessado deverá procurar um banco credenciado para a liberação do empréstimo, sendo a Caixa Econômica Federal apontada como a instituição financeira provável para essa operação.

Expectativa de atendimento

O governo federal estima que aproximadamente 91 milhões de pessoas atendam aos critérios estabelecidos pelo eixo “Acredita no Primeiro Passo”. Dessa forma, acredita-se que cerca de 41 milhões de famílias inscritas no Bolsa Família possam ser beneficiadas pelo empréstimo oferecido pelo Programa Acredita.

Vantagens do Programa Acredita

Uma das principais vantagens do Programa Acredita é a redução das taxas de juros, graças à garantia de 100% oferecida pelo governo federal aos bancos participantes. Essa medida torna o crédito mais acessível e atrativo para os beneficiários do Bolsa Família, que historicamente enfrentam dificuldades em obter financiamento para seus empreendimentos.

Além disso, a possibilidade de abrir um MEI (Microempreendedor Individual) sem perder o benefício do Bolsa Família é uma característica fundamental do programa. Isso permite que os beneficiários formalizem suas atividades econômicas, acessem serviços e oportunidades exclusivos para empreendedores, e ainda mantenham a rede de proteção social proporcionada pelo Bolsa Família.

Novo pagamento extra do Bolsa Família

Os beneficiários do Bolsa Família têm motivos para comemorar neste mês de junho. O Governo Federal está dando continuidade aos pagamentos extras de R$200, uma iniciativa importante para apoiar as famílias em situação de vulnerabilidade social. Este valor adicional faz parte do programa Pé de Meia, que visa incentivar os estudantes do ensino médio a concluírem seus estudos.

O programa Pé de Meia é direcionado a estudantes de 14 a 24 anos matriculados no ensino médio da rede pública, bem como para estudantes de 19 a 24 anos matriculados na Educação de Jovens e Adultos (EJA). Ao longo dos três anos de estudo, os participantes podem receber até R$9.200 em incentivos.

Pagamento extra de R$200

O pagamento extra de R$200 faz parte da terceira parcela do incentivo à frequência escolar do programa Pé de Meia. Esse valor será depositado diretamente na conta dos titulares do Bolsa Família, de acordo com o mês de nascimento, conforme o seguinte calendário:

Mês de NascimentoData de Pagamento
Janeiro e Fevereiro24 de junho
Março e Abril25 de junho
Maio e Junho26 de junho
Julho e Agosto27 de junho
Setembro e Outubro28 de junho
Novembro e Dezembro1º de julho

É importante ressaltar que para receber esse pagamento extra, os estudantes devem ter frequência escolar de pelo menos 80% e estar inscritos no Cadastro Único (CadÚnico). Além disso, eles precisam participar do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) e não podem ter reprovado no final do ano letivo.

Programa Pé de Meia: Incentivando a conclusão do Ensino Médio

O programa Pé de Meia foi criado com o objetivo de incentivar os estudantes do ensino médio a concluírem seus estudos. Além do pagamento extra de R$200, o programa oferece outras formas de apoio financeiro aos estudantes:

  • R$200 no ato da matrícula;
  • 9 parcelas de R$200 ao longo do ano, para aqueles com pelo menos 80% de frequência nas aulas;
  • R$1.000 por cada ano concluído com aprovação;
  • R$200 ao realizar a prova do Enem, pago uma única vez.

Essa combinação de incentivos visa motivar os estudantes a manterem uma boa frequência escolar, concluírem o ensino médio com aprovação e realizarem o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Edson

Trabalho com escrita há 6 anos e adoro encarar novos desafios

Compartilhe seu amor
Edson
Edson

Trabalho com escrita há 6 anos e adoro encarar novos desafios

RECEBA CONTEÚDOS NO SEU WHATS APP:

QUERO RECEBER >>>