Confira tudo sobre o novo empréstimo do BOLSA FAMÍLIA e CADÚNICO

Recentemente, o governo federal introduziu uma nova linha de crédito direcionada aos beneficiários do Bolsa Família e aos inscritos no Cadastro Único (CadÚnico). O propósito dessa medida é fomentar o empreendedorismo entre os estratos mais vulneráveis da sociedade, proporcionando oportunidades de estabilidade financeira por meio do empreendedorismo.

PUBLICIDADE

Uma das questões que surgiram com o lançamento do Programa Acredita diz respeito aos montantes disponibilizados aos microempreendedores. Conforme informações confirmadas pelo Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), o limite máximo do empréstimo pode atingir até R$21 mil. No entanto, a média projetada para cada transação situa-se em torno de R$6 mil.

É relevante destacar que o valor do empréstimo será determinado individualmente pela instituição financeira, considerando a necessidade e a capacidade de pagamento do empreendedor, além das diretrizes estabelecidas pelo Ministério do Desenvolvimento Social.

PUBLICIDADE

Detalhes do novo empréstimo do Bolsa Família

Programa Acredita: Microcréditos com taxas reduzidas

O “Programa Acredita” foi concebido com o intuito de oferecer microcréditos com juros mais baixos, treinamento profissional e assistência contínua aos microempreendedores.

Ao ser oficialmente lançado em Brasília, o Programa Acredita aponta para um novo panorama de oportunidades destinadas a milhões de brasileiros que almejam alcançar estabilidade financeira através do empreendedorismo.

Beneficiários do Bolsa Família e CadÚnico

O cerne deste programa concentra-se nos empreendedores atuais e potenciais que integram o Bolsa Família e o CadÚnico. Calcula-se que cerca de 4,6 milhões dos cadastrados no CadÚnico, que atualmente empreendem de forma informal, possam ser beneficiados, juntamente com os 14 milhões que têm aspirações de iniciar seus próprios empreendimentos.

Condições de Crédito

Os empresários que almejam formalizar ou ampliar suas atividades têm acesso a valores de crédito que variam até R$21.000. Contudo, a média de crédito prevista é de cerca de R$6.000, o que se considera mais acessível e adequado para a maioria dos microempreendedores iniciantes.

Mecanismos de suporte


Além do suporte financeiro, o programa disponibiliza um conjunto abrangente de medidas de apoio. Isso abarca cursos de capacitação, orientação para a formalização e gestão de negócios, além de um acompanhamento especializado.

O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) atua como parceiro estratégico, fornecendo recursos e conhecimento especializado para auxiliar na consolidação e expansão dos empreendimentos.

Fundo garantidor de operações


Uma característica inovadora do programa é a implementação de um Fundo Garantidor de Operações (FGO), que garante 100% das operações de crédito realizadas, eliminando a exigência de fiadores ou outras garantias adicionais.

Essa medida simplifica o acesso ao crédito para aqueles que geralmente enfrentam dificuldades no sistema financeiro convencional.

Impacto esperado

Estima-se que o Programa Acredita no Primeiro Passo concretize aproximadamente 1,25 milhão de transações de microcrédito até 2026. Potencialmente injetando mais de R$7,5 bilhões na economia.

Por meio dessas medidas, o governo brasileiro almeja não apenas promover a autonomia financeira dos beneficiários do Bolsa Família e do CadÚnico, mas também impactar positivamente o panorama econômico e social do país.

Em resumo, o novo programa de empréstimo do Bolsa Família e do CadÚnico disponibiliza oportunidades de microcrédito para os microempreendedores, com montantes que variam de R$6 mil a R$21 mil, levando em consideração as necessidades e capacidades de pagamento individuais de cada empreendedor.

Edson

Trabalho com escrita há 6 anos e adoro encarar novos desafios

Compartilhe seu amor
Edson
Edson

Trabalho com escrita há 6 anos e adoro encarar novos desafios

Carregando

0